Educação Condutiva - com amor

Quero escrever sobre Educação Condutiva porque me apaixonei por este método, cheio de amor, que tem atendido aos meus filhos com p.c. Quero descrever o que tenho estudado, aprendido, escutado e sentido ... Tenho a vontade de abraçar o mundo e fazer com que todas as crianças na mesma condição motora de meus filhos, tenham a chance de receber toda esta inteligência, técnica, forma de agir, pensar e sentir, que com todo carinho o Dr. Andras Peto deixou de herança.

Monday, February 26, 2007

Educação Condutiva em Israel


Durante dezenove anos Tsad Kadima desenvolveu vária etapas em conjunto com algumas organizações de pais para inserir, e se fazer aceitar, a educação condutiva como parte da educação-reabilitação em Israel. Foram eles uns dos primeiros a visitar o Instituto Peto com a intenção de desenvolver um modelo em seu país. E já a partir de 1988 começaram a ser referência em educação condutiva, amplamente aceitos no sistema educacional de seu país, sendo líder no atendimento de crianças, adolescentes e 'jovens adultos' com paralisia cerebral.


Tsad Kadima (quer dizer um passo à frente em hebreu), criou uma nova realidade de educação e reabilitação junto com três diferentes grupos, um grupo esclarescido de pais, outro de profissionais criativos vindos de diferentes disciplinas, além de um grupo competente de profissionais empenhados no crescimento e desenvolvimento da educação condutiva em seu país.


Em toda estas trajetória de 19 anos, com muitos poréns em todo seu desenvolvimento, hoje eles têm a educação condutiva como parte do sistema educacional de Israel, que atende as crianças especiais de todo o país. Neste mesmo modelo está seguindo aa Noruega, país europeu com o melhor sistema de saúde do mundo.


O grande êxito de Israel para este sucesso foi fazer com que o governo federal investisse no treinamento de um grupo de profissionais israelenses no Instituo Peto da Hungria, durante quatro anos. O mesmo está fazendo a Noruega que vêm treinando suas condutoras no Instituto de Birmingham e está se preparando para contruir uma formação em seu páis.


Com estes relatos me sinto muito disposta a seguir em frente o nosso projeto Educação Condutiva - Com amor, que ainda está para completar vinte dias de vida. Vamos seguir em frente sabendo e refletindo sobre as experiências deste grupo de Israel que relatou: "Nós construimos uma ponte sobre um rio de intenso movimento de águas, e nunca hesitamos em cruzar as águas, assim mesmo revoltas."




As informações deste post foram retiradas do artigo "The five Fs: cornerstones for success - Tsad Kadima (a step forward) - a case study, publicados no vol. 5, No. 2, do Recent Advances in Conductive Education.






4 Comments:

Anonymous marcio burigo said...

Nào deves observar sómente os vinte dias isoladamente e sim o tempo que verdadeiramente iniciaste a "educação condutiva com amor", que não se resume ao referido....???Não é??????

9:16 AM  
Blogger LeticiaBúrigoTK-1288 said...

Tio Márcio!

Tens toda razão! O nosso empenho com a educação condutiva já começou naquele mês de maio de 2005, quando iniciamos nossa vontade de querer fazer mais! Este projeto agora já são os frutos! Mas, ao mesmo tempo uma semente para muita coisa nova que estamos por realizar.

Um beijão.

12:11 PM  
Anonymous Néa e Arthur said...

Olá Letícia,tenho total confiança em vc e sei que todos nós vamos nos beneficiar com a sua iniciativa.


Um grande abraço

7:47 PM  
Blogger Grilinha said...

Maravilhoso o que nos transmites. Comentei no post anterior.
Um grande beijinho e força com o teu projecto.

3:49 AM  

Post a Comment

<< Home