Educação Condutiva - com amor

Quero escrever sobre Educação Condutiva porque me apaixonei por este método, cheio de amor, que tem atendido aos meus filhos com p.c. Quero descrever o que tenho estudado, aprendido, escutado e sentido ... Tenho a vontade de abraçar o mundo e fazer com que todas as crianças na mesma condição motora de meus filhos, tenham a chance de receber toda esta inteligência, técnica, forma de agir, pensar e sentir, que com todo carinho o Dr. Andras Peto deixou de herança.

Sunday, November 07, 2010

Detalhes em ser mãe


Meu filho não anda, por isso o faço usar fraldas?
Pensando nisso eu poderia imaginar que ele nunca poderá ir ao banheiro sozinho, no entanto ele pede para usar o vaso e eu o levo. Uma situação não está vinculada a outra.

Algumas vezes pensamos em facilitar a vida, nos enganando a nós mesmos. Se a nós estamos enganando, quando seremos fiéis aos nossos filhos?

Meu filho não fala, por isso não lê?
Claro que não! Vou ensiná-lo a ler, vou ensiná-lo ainda que eu não tendo a resposta imediata para entender se ele leu, se ele captou tudo. Cabe a mim seguir.

Verdade: nos cansamos eventualmente. Nos entregamos ao cansaço, o excesso de funções nos esgota. Mas quem gosta de dormir com a consciência pesada por não termos feito tudo. Tudo, tudo.

Com o nascimento e crescimento de meu quarto filho, eu poderia dizer que perdi o controle. Confesso. Já não sei se todos os meus filhos evacuaram neste dia e em qual horário. Não sei se no momento do banho, os espaços entre os dedos do pé foram secos. Nem sei se comeram todo o lanche.

Fazer tudo eu já não podia, sempre pedi auxílio para uma mãe a mais. O quarto filho me tirou de todo o controle, perdi algumas partes e me perturba não estar 100% consciente de tudo. Me culpo pela frieira que eu não vi aparecer, pelo calo que eu não percebi de qual sapato o fez, ou dos dentes que não escovei. Ainda mantenho as 80 unhas cortadas semanalmente, mas realmente não dou conta de tudo.

Prometo que num breve futuro vou voltar ao ritmo, apenas curto meu bebê crescer...

3 Comments:

Blogger Néa e Arthur said...

Oi Letícia,como suas palavras me faz refletir sobre um mundo de coisas...as mães sempre querem saber tudo,completar tudo,realizar tudo e nem sempre conseguimos mas o que conseguimos com amor é tudo de bom!A vida segue um dia de cada vez,degrau por degrau e assim vamos aprendendo.
Beijos

2:23 PM  
Anonymous Anonymous said...

Não precisa prometer nada Letícia, "perder o controle" já é um ensinamento,os teus textos são vivos, atemporais e brilhantes, grande abraço Luciane Lubianca.

4:44 PM  
Blogger LeticiaBúrigoTK-1288 said...

Nea e Luciane,

Cobrança sempre em primeiro lugar, relax por último... Quando vou aprender?

Sempre tem um chamando mãe...

Beijos com amor,
Leticia

4:28 PM  

Post a Comment

<< Home