Educação Condutiva - com amor

Quero escrever sobre Educação Condutiva porque me apaixonei por este método, cheio de amor, que tem atendido aos meus filhos com p.c. Quero descrever o que tenho estudado, aprendido, escutado e sentido ... Tenho a vontade de abraçar o mundo e fazer com que todas as crianças na mesma condição motora de meus filhos, tenham a chance de receber toda esta inteligência, técnica, forma de agir, pensar e sentir, que com todo carinho o Dr. Andras Peto deixou de herança.

Friday, September 22, 2006

O futuro quem sabe

O futuro quem sabe ?

Enquanto liamos a revistinha, resolvemos fazer as atividades, era pintar, recortar e colar, uma bolsinha de dinheiro do Tweenies. Então nos sentamos na mesinha de trabalho, umas destas que tem em escolinha infantil, sem nenhuma adaptação. Um de meus filhos está aprendendo a sentar-se nela, seu equilíbrio ainda é frágil, mas está com o tronco bastante firme. Escolhemos as cores: purple, pink, red and blue. Em um momento de descuido, um segundo que foi, ele caiu. Não se machucou, mas se assustou. Chorou, e logo passou.

Percebo que assim também acontece comigo. Não procuro mudanças, mas elas se apresentam e são energias boas e coincidências de coisas que me fazem pensar diferente, buscar uma nova situação, um novo momento. Aquele momento parece mágico, revitalizador, sonhador. E sofro em decidir, em experimentar, no medo de errar, digo que até me enfraqueço se não me equilibro. E acontece que também caio da cadeira, não me machuco, mas me assusto.

Ao dormir, fomos todos pro quarto contar histórias e cantar músicas. Cada um escolhe um tema, e já cada um quer a sua história, a sua música, o seu carinho. Que bom que tem colo pra todos, amor de montão. Antes de dormir, ele me diz:
- Mãe tô triste hoje.
- Porquê filho ?
- Por que eu caí.

Sei que tem um discurso muito lindo que sem cair não se aprende, de que é bom ter caído porquê mostra que já está numa fase que tem a condição de cair, que ninguém aprende sem errar, que é lindo aprender com seus erros, que é bom refletir sobre o seu dia e clarear sua mente antes de dormir, e mais e mais.

Esse sentimento acaba comigo, esse de não ser verdadeira, de não querer magoar por não dizer que não sei nada desse futuro, de não saber o incerto. Quero dizer que eles caem, mas vão sentar sem cair. Quero dizer que eles não estão em pé, mas que logo estarão. Quero dizer a eles que eles vão andar. Mas não posso. Quero, mas não posso. (Tantas coisas que quero mas não posso!)

E assim passa o meu susto, renovo aquela energia, aprendo com o que vivi. Fico só na expectativa do que mais a vida pode me dar. Sei que o 'menos bom' já passou, daqui pra frente só alegrias com os sucessos dos pequenos né...

O futuro quem sabe ?


11 Comments:

Anonymous Cristiana Soares said...

Cara Letícia, eu sou Cristiana, mãe da Luísa, do site, do Projeto Luísa. Foi através dele e de uma matéria feita com a gente no Jornal Hoje que a Gracia entrou em contato pela primeira vez com a Educação Condutiva. Faz alguns anos que sou defensora e divulgadora do método aqui no Brasil. O Projeto Luísa tinha o objetivo de arrecadar fundos para eu levá-la ao NICE. Em contrapartida eu oferecia meu trabalho de comunicadora social, produzindo um documentário sobre a nossa experiência na instituição e divulgando o método no Brasil, além de intercâmbio profissional etc. Infelizmente não consegui o montante necessário para a nossa ida. Mas pelo que a Gracia me contou vc está em NICE, com seus dois filhotes, né? Saiba que eu estou à sua disposição para qualquer projeto relacionado ao método, ok? Meu e-mail para contato é cristiana.sr@gmail.com. E a partir de agora sou freqüentadora regular desse blog. Superbacana sua iniciativa. Vou divulgá-lo na comunidade do Orkut sobre paralisia cerebral, da qual faço parte. Um grande beijo em vcs três.

9:03 PM  
Anonymous Cristiana Soares said...

Letícia, acabo de ler todinho o seu blog. E pelo que entendi vc entrou em contato pela primeira vez com a Educação Condutiva assistindo à uma reportagem na tv. Puxa, que coincidência! Não terá sido a realizada pelo Jornal Hoje com a gente? Pois então, eu "cavei" essa matéria fazendo assessoria de comunicação do Projeto Luísa. Foi só uma pena a Globo não poder divulgar o site do projeto, assim o objetivo de arrecadação financeira que pretendia não foi possível. Mas vejo que aquela matéria plantou umas sementes da EC aqui no Brasil. Vc, a Gracia... que legal!

10:10 PM  
Anonymous Gabi said...

Lê, tu és e sempre fosse muito verdadeira com eles e com todos ao teu redor! Continua assim que está dando certo!
Não deixa nunca de falar pra eles que eles irão conseguir!
Um beijão!!!
Gabi

10:08 AM  
Anonymous Anonymous said...

Existem vários caminhos pra se dizer a verdade...
Conta comigo!
Dinda

5:15 PM  
Anonymous Anonymous said...

LÊ,ao ler este texto me emocionei demais,pois tudo que tens escrito na tua luta , eu vi e senti na minha mãe...mas podes ter a certeza que um dia eles próprios aceitarão as suas limitações e o amor que eles terão por voces superará toda e qualquer dor.Sei disso, pois o amor do César por mim me basta para querer viver muito pois seu olhar é só verdade e carinho...beijos...nilsa

2:16 PM  
Blogger LeticiaBúrigoTK-1288 said...

Nilsa, que supresa! Adorei seu comentário! Passa sempre aqui que adiciona muito! Beijos.

6:24 PM  
Anonymous Anonymous said...

Cara LETÍCIA,eu sou Ana Cibele,pela primeira vez li sua estória.Gostaria de lhe parabenizar e dizer que você,é uma mulher especial.
Sou professora e adoro o que faço,vivo tentando ser melhor para meus alunos....mas hoje percebi que o mundo prepara para nós,coisas das quais nunca nos preparamos,mas Deus nos dá o poder de enfrentá-las com coragem e amor.
Com certeza voce já é vitoriosa,pois o amor que DEUS lhe concedeu é a maior dos conhecimentos para superar esse desafio.
Não direi que continue....já tendo a certeza que jamais vai parar,então,lhe desejo muita saúde,paz,paciência e fé em Deus.

6:02 PM  
Anonymous Anonymous said...

Cara LETÍCIA,eu sou Ana Cibele,pela primeira vez li sua estória.Gostaria de lhe parabenizar e dizer que você,é uma mulher especial.
Sou professora e adoro o que faço,vivo tentando ser melhor para meus alunos....mas hoje percebi que o mundo prepara para nós,coisas das quais nunca nos preparamos,mas Deus nos dá o poder de enfrentá-las com coragem e amor.
Com certeza voce já é vitoriosa,pois o amor que DEUS lhe concedeu é a maior dos conhecimentos para superar esse desafio.
Não direi que continue....já tendo a certeza que jamais vai parar,então,lhe desejo muita saúde,paz,paciência e fé em Deus.

6:02 PM  
Blogger LeticiaBúrigoTK-1288 said...

Ana Cibele,
Obrigada por sua visita e seu comentário, mais de um ano depois, o artigo ainda está vivo. Explico, este artigo foi escrito em 22 de setembro de 2006 e este comentario foi escrito em 02 de novembro de 2007.
Me alegro de manter vivo este blog e continuar despertando iniciativas e continuamente recebendo estímulos.
Com muito amor, agradeço.
Leticia Kuerten

9:22 AM  
Anonymous Luciana Fonseca said...

Pois é, Letícia...
Hj é a primeira vez depois de uma ano e meio, que estou deixando as lágrimas rolarem solta pelo meu rosto. Pela primeira vez tomei coragem de ir fundo nos estudos de especiais... Como te disse, meu menino tem Leucomalácia. Até agora, não consegui concretizar muitas informaçãoes, mas estou na luta.
Achar teu blog hj foi obra de Deus.
e minhas lágrimas não são apenas resultantes da minha estória com esse filho,mas tb de gratidão a deus por existires e estares fazendo ese trabalho lindo, ajudando tantas pessoas, que nem imaginas talvez... Quando que eu iria imaginar que poderia te encontrar com esse trablho tão lindo nesse Blog? Parabéns por tudo. até mesmo as escolhas das fotos são show de bola. A partir de hj estás tb em minhas orações com toda tua família, pois foi hj que te conheci.
Beijo em teu coração iluminado e quem sabe eu possa um dia estar em situação de colaboradora desse teu trabalho lindo de amor?
Muito obrigada!!!
Luciana

11:04 PM  
Blogger LeticiaBúrigoTK-1288 said...

Luciana querida,

sua palavras são lindas. Vamos viver cada dia, isso mesmo. O futuro, quem sabe?

Me escreva leticia.kuerten@gmail.com

Um beijo
Leticia

10:52 AM  

Post a Comment

<< Home