Educação Condutiva - com amor

Quero escrever sobre Educação Condutiva porque me apaixonei por este método, cheio de amor, que tem atendido aos meus filhos com p.c. Quero descrever o que tenho estudado, aprendido, escutado e sentido ... Tenho a vontade de abraçar o mundo e fazer com que todas as crianças na mesma condição motora de meus filhos, tenham a chance de receber toda esta inteligência, técnica, forma de agir, pensar e sentir, que com todo carinho o Dr. Andras Peto deixou de herança.

Saturday, September 16, 2006

Eu acredito, eu faço!


Uma vez aprendi em algum lugar, talvez com Paulo Coelho, que aquilo que conseguimos imaginar é porquê é possível de realizar. Me lembro quando li isso, estava indo visitar uns amigos quando parei e ali mesmo comecei a imaginar. É verdade, percebi que tinha algumas coisas que eu desejava e conseguia visualizar com muita nitidez, clareza, uma visão limpa. Outras tentava criar uma cena e nada combinava com nada, na verdade estava usando minha imaginação para criar uma cena muito difícil de acontecer.
Desde aquele dia uso este recurso como um auxílio para meus sonhos, pensamentos e realizações. Tudo aquilo que é fácil imaginar, fico feliz que será fácil de acontecer. Aquilo que não consigo construir em minha mente, percebo que fica muito difícil de acontecer. Existem coisas que tento forçar, tento contruir, imaginar, montar. Mas é tudo tão forçado que logo a cena 'desaparece' da minha mente, não consigo mentalizar. Talvez não tenha chegado o momento certo para saborear com o sabor que merece.

E acrecento que este tipo de pensamento é tão natural que vejo isto nos meus filhos de 4 anos. Até porquê, acho que temos tanto valor quando criança que acabamos esquecendo do precioso aprendizado que recebemos, e que destruimos com as impurezas da vida adulta.
Meu filho acredita que pode realizar tarefas que ele fisicamente não tem condições de realizar
.

Mas ele acredita que pode! Quem sou eu para podá-lo e para dizer que ele não tem condições... Ele mesmo acredita na força dele, na sua boa vontade e na facilidade de conseguir imaginar as suas realizações.

Muitas vezes em nossas vidas acreditamos que não podemos, acreditamos na nossa fraqueza, desprezamos o nosso poder de mudança e nossa sabedoria que temos em tentar. Fui, vi e falhei. O que que tem. Fui, vi e venci! Porquê não!
Olha que diferença, ele acredita que pode, sem poder. Eu acredito que não posso, e quantas ferramentas eu tenho!
Por isso eu acredito, eu imagino, eu mentalizo, eu faço!

2 Comments:

Anonymous IRMÃ said...

ESSA FOI DE ARREPIAR!!!

4:52 PM  
Anonymous Val e Darlan said...

Leticia e Rafael:
Primeiramente queremos parabenizá-los pelo trabalho de divulgação e pela pesquisa que vcs
fazendo! Lendo um pouco da história ficamos emocionados a cada parágrafo. Não tínhamos a noção da verdadeira luta de vcs. Sabíamos sim de toda a preocupação e víamos estampado o amor e carinho de vcs para com as crianças. Mas essa história de reiki, centro espírita, enfim, esse ciclo de busca para oferecer uma vida melhor a eles nos deixou comovidos... nossa, isso sim que é o verdadeiro significado da palavra LUTA! Esse é o autêntico amor, que supera os obstáculos e nunca desiste. Vcs são vitoriosos só por terem chego até onde estão! Não é qualquer pai e qualquer mãe que faz isso por um filho, indiferente de classe social, religião, raça, ... Isso é para seres abençoados e iluminados! Uma vez li que Deus escolhe os pais de pessoas com alguma necessidade especial e vcs foram escolhidos 'a dedo' por Ele. Do que adianta ter condições e não ir atrás?! Tanta gente tendo o ensejo para tal, porém sem a menor menor intenção de abdicar da sua vida social para oferecer aos filhos a oportunidade de conhecer
a vida, os sentidos e de se desenvolver! Simplesmente aceitam... Vcs dois deixaram família, casa, trabalho, amigos para oferecer uma vida melhor aos meninos que, por sinal, são lindos e inteligentes. Parabéns pela iniciativa Letícia. Isso serve de exemplo pra todos! Não apenas àqueles que passam pelas mesmas dificuldades, mas a todos os pais que colocam filhos no mundo. Espero que seja efetiva a possibilidade de passar essa experiência, e não só a do conhecimento técnico mas a mais importante: a do amor materno. És um ser elevado. Que Deus continue iluminando seus pensamentos para que possa continuar sua jornada. O Mundo precisa de pessoas assim. Beijos, Val e Darlan

2:15 PM  

Post a Comment

<< Home