Educação Condutiva - com amor

Quero escrever sobre Educação Condutiva porque me apaixonei por este método, cheio de amor, que tem atendido aos meus filhos com p.c. Quero descrever o que tenho estudado, aprendido, escutado e sentido ... Tenho a vontade de abraçar o mundo e fazer com que todas as crianças na mesma condição motora de meus filhos, tenham a chance de receber toda esta inteligência, técnica, forma de agir, pensar e sentir, que com todo carinho o Dr. Andras Peto deixou de herança.

Thursday, November 09, 2006

E.C. como iniciar ?


Existem várias histórias de Andras Peto, sobre sua vida, seu modo de ser, seu estilo 'brutamontes' com coração tão doce. Cada um que conta, coloca sua emoção e comenta um pouco. E claro, eu também! Sou mais uma a passar pra frente todas estas histórias dele, que tanto adoro e sempre vejo aprendizado em cada uma delas.

Era uma daquelas manhãs frias no Instituto Peto e o objetivo daquela criança era empurrar a cadeira do início até o final da sala. Eram sete da manhã. Peto voltou lá às dez e ele estava lá, na metade da sala.

Outro momento comenta-se que ele decidiu que já não se fariam exercícios de caminhada naquele mês. Nenhum movimento de passos, ninguém. O exercício para todos seria trabalhar com as mãos e braços, movimentação motora fina, manipulação. E assim foi o mês inteiro, até que então foi 'liberado' o caminhar. As caras de espanto não foram poucas! Como as crianças desenvolveram tanto o 'caminhar' se não praticaram o mês todo ? O cérebro estava ocupado e ativando todas as funções, não somente as de manipulação.

Li vários comentário sobre a preocupação de Peto com a beleza de suas condutoras. Não importa o que aconteça estejam sempre bem penteadas, asseadas e com boa apresentação. Minhas crianças merecem a sua beleza!

Até hoje um dos senhores que era amigo de Peto e que 'perambula' pelos corredores do Instituto, pára condutoras pelo corredor que não estejam em 'boa forma' e diz: - Se Peto estivesse aqui ele não deixaria você vir trabalhar deste jeito! Vai pentear este cabelo vai!

Andras Peto sempre esteve em contato com estrangeiros, quando professor de terapia do movimento em 1947 ele já recebia estudantes da antiga União Soviética, Estados Unidos e Alemanha. Até hoje o Instituto recebe estrangeiros e agrupa eles em salas com condutores habilitados a conduzir em inglês.

Quando Ester Cotton perguntou a ele como iniciar a Educação Condutiva na Inglaterra ele sugeriu: 'O critério para escolher um condutor é que ele seja uma pessoa feliz. Ser jovem, inteligente, com vigor e ter comprometimento também são importantes, mas estar de bem consigo mesmo, é o que fará de sua escola um sucesso. E... venha nos visitar quando quiser.'

7 Comments:

Anonymous Gabi said...

Parabéns Lê, pelo segundo mês do blog, que pelo visto já tem ajudado outras mães com filhos em situações parecidas com a dos guris.
Hoje entrei e vi que tinha bastante coisa pra ler! Adorei!
Um beijão!
Gabi

1:13 PM  
Blogger LeticiaBúrigoTK-1288 said...

Oi Gabi, estou super feliz que o blog tem atingido 'outros mundos' que não o meu! Tenho recebido visitas inesperadas e fico super orgulhosa! Mais uma vez, super obrigada pela força! Lê

6:00 PM  
Anonymous Anonymous said...

Oi Letícia,
Somente hoje acessei o seu blog. Parabéns tenho certeza que estás fazendo a sua parte e com certeza, ajudando outras pessoas. Está incrível!
super beijo
Morgana

8:56 PM  
Blogger Cristiana Soares said...

Sensacional esse último parágrafo!

2:17 PM  
Blogger Cristiana Soares said...

Sensacional esse último parágrafo!

2:17 PM  
Blogger LeticiaBúrigoTK-1288 said...

Cristiana, e isso foi há mais de 40 anos atrás! Os ensinamentos do Professor Peto são mesmo de 'tirar o chapéu' ;)

4:33 PM  
Blogger LeticiaBúrigoTK-1288 said...

Morgana, obrigada pelo 'incrível'! (risos) Estou fazendo uma parte que é mesmo compartilhar o que tenho aprendido por aqui! São ensinamentos que servem pra todos nós, em nosso dia a dia, e se ainda assim eu puder ajudar, fico muito feliz!

4:36 PM  

Post a Comment

<< Home