Educação Condutiva - com amor

Quero escrever sobre Educação Condutiva porque me apaixonei por este método, cheio de amor, que tem atendido aos meus filhos com p.c. Quero descrever o que tenho estudado, aprendido, escutado e sentido ... Tenho a vontade de abraçar o mundo e fazer com que todas as crianças na mesma condição motora de meus filhos, tenham a chance de receber toda esta inteligência, técnica, forma de agir, pensar e sentir, que com todo carinho o Dr. Andras Peto deixou de herança.

Wednesday, November 15, 2006

Desenvolvimento e aprimoramento das atividades motoras


A rotina que as crianças vivenciam na Educação Condutiva é como um ciclo. As tarefas são realizadas com começo, meio e fim. Busca-se evitar a frustração de uma atividade não realizada. Os objetivos são direcionados para a criança dando-lhes motivação no seguimento das atividades, e para isto usam-se algumas técnicas para o desenvolvimento das habilidades motoras que são usadas nas atividades diárias. Estas atividades concentram-se principalmente em :

  • aquisição de equilíbrio
  • desenvolvimento de coordenação motora
  • coordenação e orientação visual
  • manipulação
  • mobilidade
  • comunicação

Para o aprimoramento do desempenho das atividades motoras destina-se ainda à:

  • fazer todo o movimento com propósito
  • adaptação para a tarefa de aprendizado atual
  • posicionamento correto
  • uso das mãos de forma ativa
  • motivação para a mobilidade
  • trabalhar visando o êxito

O movimento com propósito é muito importante para o desenvolvimento infantil. Como fazer a criança alongar os braços, fazer agachamento, dar os passinhos, sem que tenha uma motivação e interesse dentro de um contexto ? Para um adulto ou adolescente é muito mais fácil, onde nesta idade já se tem a consciência da necessidade do movimento, do benefício que se vai atingir. Mas para uma criança de até 5 anos é preciso muito trabalho pedagógico.

Vamos ver um exemplo: Que tal imaginar um passeio em volta do lago e lá desviar de sapos que estão no caminho, colher cogumelos para colocar numa cesta, arrancar flores de uma árvore mais alta. E na hora de colar e pintar: Onde está a cola ? Vamos até lá buscar. E agora como que se abre ? Vamos abrir, brincar, colar e de novo devolver a cola no lugar, indo até a prateleira, abrir e fechar a gaveta.

Uma atividade que parece simples, acaba tendo propósito, sendo ativa, promovendo mobilidade e executando um ciclo de tarefas.


Neste contexto é necessário proporcionar também um posicionamento correto, onde podemos destacar:

  • tamanho do equipamento
  • uso correto do equipamento
  • postura
  • espaço adequado
  • posicionamento visível no grupo
  • segurança
  • campo visual, distância e percepção do ambiente

A criança dentro do grupo precisa sentir-se parte dele, tendo a sua vez, seu campo de visão não pode estar comprometido, estar seguro de que poderá executar atividades sem que não se perca o equilíbrio, além de ter seu espaço adequado para movimentar-se. O grupo faz com que a criança torne-se mais um indivíduo do grupo, sem diferenciação e parte do todo.



* informações retiradas do material "Introduction to Conductive Education for children with physical disabilities", em workshop ministrado por Tunde Rozsahegyi.

5 Comments:

Anonymous Anonymous said...

O Lê, azulzinho claro é ruim de ler... beijos

1:21 PM  
Blogger LeticiaBúrigoTK-1288 said...

Mudei pra verdinho... ;)

4:13 PM  
Anonymous Anonymous said...

Obrigado por Blog intiresny

10:28 PM  
Blogger Professor Fernando Brazil said...

Obrigado pelo artigo, pois me ajudou nos estudos do movimento, para uma prova... muito boa sua iniciativa, parabéns!!!

8:38 PM  
Blogger LeticiaBúrigoTK-1288 said...

Interessante Professor Brazil,

Umpost escrito em 2006, e um comentário emitido em 2012. Este blog está vivo, sempre!

Um abraço,
Leticia

9:48 AM  

Post a Comment

<< Home