Educação Condutiva - com amor

Quero escrever sobre Educação Condutiva porque me apaixonei por este método, cheio de amor, que tem atendido aos meus filhos com p.c. Quero descrever o que tenho estudado, aprendido, escutado e sentido ... Tenho a vontade de abraçar o mundo e fazer com que todas as crianças na mesma condição motora de meus filhos, tenham a chance de receber toda esta inteligência, técnica, forma de agir, pensar e sentir, que com todo carinho o Dr. Andras Peto deixou de herança.

Friday, July 13, 2007

Gêmeos idênticos



Meus filhos são gêmeos idênticos.

Apesar de às vezes confundi-los, mesmo que por uma fração de segundos, sei que cada um tem seu jeito individual de ser.

Mas acontece que também acabo enxergando um no outro.

Me permite com isso, conhecer mais o outro através do um.

Na fragilidade de um resfriado, percebo com um o que o outro pode estar sentindo. O tom do grito que me parecia dengo, me ensina que é mesmo de dor. Cada expressão que me parecia de agonia, agora me certifica. Um me ensina a observar, o outro a avaliar.

Fico na torcida esperando meu filho falar, enquanto o outro fala sem parar. O que tagarela me ensina como começar, o que se cala me ensina a esperar.

Na hora de buscar um brinquedo, aquele movimento pra trás, parecendo rejeição, na verdade quer dizer motivação, querer realizar. Aprendo com um a lidar com o esforço e a dificuldade, enquanto o outro me ensina a superação.

Ao mesmo tempo vejo que não posso parar, dar a eles a oportunidade de aprender, faz cada um crescer, amadurecer e experimentar um pouco mais. Sei que não é aquele o limite, porquê tem o outro pra me mostrar.

Essa distância que existe entre um do outro, parece estar sempre pronta pra se juntar, está quase-lá. Mas ela me engana, pois na verdade ela persiste, e se mantém quase que equidistante, me ensinando a esperar e a equilibrar.

Agradeço por aprender a conviver com opostos, a enxergar as individualidade, a comparar sem prejudicar.

Agradeço por ter a oportunidade constante de aprender. Duplamente.

2 Comments:

Blogger Grilinha said...

São dois amores...és uma mãe muito mais "rica"....e se pensarmos que ainda ten uma menina, então, ainda mais o és. Cada um nos ensina de modo diferente, não é? Não tenho experiÊncia, mas imagino. Um beijinho

11:34 PM  
Blogger LeticiaBúrigoTK-1288 said...

Grilinha,
Que alegria imensa me dás.
;)
Leticia

7:39 PM  

Post a Comment

<< Home