Educação Condutiva - com amor

Quero escrever sobre Educação Condutiva porque me apaixonei por este método, cheio de amor, que tem atendido aos meus filhos com p.c. Quero descrever o que tenho estudado, aprendido, escutado e sentido ... Tenho a vontade de abraçar o mundo e fazer com que todas as crianças na mesma condição motora de meus filhos, tenham a chance de receber toda esta inteligência, técnica, forma de agir, pensar e sentir, que com todo carinho o Dr. Andras Peto deixou de herança.

Tuesday, October 03, 2006

Cérebro novo


"Ele consegue parar o tempo, ler pensamentos, mover objetos a distância e se reconstruir de acordo com a necessidade. Parecem super poderes de histórias em quadrinhos, mas são apenas algumas das descobertas que neurocientistas fizeram ao longo da última década sobre o cérebro." Foi assim que começou a matéria da revista Super interessante de agosto.
Os novos estudos sobre o cérebro são algumas das portas que vêm sendo abertas para aqueles que sofreram ou sofrem alguma lesão cerebral.

Meus filhos têm uma cicatriz no cérebro. Ao nascerem com 28 semanas de gestação (uma gravidez natural ocorre as 40 semanas), eles sofreram uma hemorragia, na verdade uma certa quantidade de veias muito finas localizadas em uma região muito sensível, que devido as condições externas ainda não serem apropriadas, estouraram e cicatrizam aquele local. Ali, onde cicatrizou, a célula não se renova, e então define-se a paralisia cerebral.

O que se sabe, e ainda bem que atualmente já se acredita, é que as áreas próximas daquelas atingidas podem passar a executar a função daquelas que foram lesionadas. É a capacidade que o cérebro tem de se auto-regenerar, de se dar nova função aquelas células. A isto chama-se de plasticidade neuronal.

Na matéria da Super não me impressiono quando ele fala em ler pensamentos ou mover objetos a distância, mas sim no super poder que o cérebro tem de se reconstruir! Imaginamos assim como um rabo de lagartixa, que nasce de novo ao ser cortado. Imagine isso em humanos! O que se sabe hoje é que sim, podemos realizar esta tarefa, mas apenas com as células do cérebro.

Peto foi um do caras que já falava na plasticidade cerebral. Ele não era um mágico, mas era visto como um! Imagine em uma época daquelas falar nisto, claro que foi criticado e satirizado. Mas ele era um estudioso, não dava ponto sem nó. Todas as suas atividades, todo o seu método foi fundamentado em pesquisa, em novas descobertas, e ele só não ficou no esquecimento, porque provou tudo o que escreveu.


O sistema de Andras Peto tem um propósito, é consistente e é desenvolvido com um passo em cima do outro. Ao falar em voz alta: - Movo minha perna direita. Levanto meu braço esquerdo. Ele está enviando sinais ao cérebro para que execute a ordem da forma que estou solicitando. São ordens que com o tempo passam a serem automatizadas pelo corpo, sem que precisem ser ditas em voz alta, mas estão sendo executadas daquela forma ordenada e internalizada. É assim que a Educação Condutiva motiva a pessoa ao seu trabalho, usando sua inteligência para entender os seus problemas motores e ordenar para que seu corpo execute as ações de forma ativa e independente.

Graças a ciência que é a medicina, está sendo possível comemorar o aniversário de vida de meus dois filhos todos os anos. Graças aos médicos, enfermeiros, aparelhos, medicações, e outros estudiosos, está sendo possível fazer 'sobreviver' crianças que antes não teriam condições de vida. Por outro lado, ainda não se consegue evitar a paralisia cerebral no momento do nascimento, que não tendo o corpo ainda preparado para o ambiente, mostra-se um crescimento no índice de crianças com alguma dificuldade neurológica.

Há alguns anos àquelas que nasciam com algum problema em órgãos vitais também não tinham esta chance. Hoje, qualquer órgão vital pode ser operado, retirado, regenerado e até substituído. Seja rim, pulmão ou coração. Mas ainda nada se faz pelo cérebro. Ainda nada pelo cérebro.

4 Comments:

Anonymous Simone said...

Passei por aqui... Um beijão e parabéns pelos novos textos.

Simone e bebê.

9:12 AM  
Anonymous Anonymous said...

Simone! Adoro te ver passar por aqui! Obrigada tá... Beijos com saudades!

12:02 PM  
Anonymous Ana Malachowski said...

Oi!
Leticia, Meu nome e Ana Paula Malachowski, sou prima da Diana Gabanyi, ela me mandou o link para o seu site pois estou quase formada em Terapia Ocupacional e ela imaginou que eu ia adorar! Bom, acertou é claro!
Estou encantada com este trabalho, chateada de nunca ter ouvido falar nisso, mas empolgada em conhecer melhor uma vez que estou cheia de pacientes PCs... Li todos os textos e pretendo continuar lendo! Quem sabe na minha viagem pela europa ano que vem nao vou conhecer melhor este trabalho! Parabens pelos seus textos! beijos

5:21 PM  
Anonymous Leticia said...

Oi Ana! Fico feliz de estares gostando, o que precisares de informação é só pedir! Um super abraço.
Se quiser mandar teu e-mail podemos nos corresponder!

9:09 AM  

Post a Comment

<< Home