Educação Condutiva - com amor

Quero escrever sobre Educação Condutiva porque me apaixonei por este método, cheio de amor, que tem atendido aos meus filhos com p.c. Quero descrever o que tenho estudado, aprendido, escutado e sentido ... Tenho a vontade de abraçar o mundo e fazer com que todas as crianças na mesma condição motora de meus filhos, tenham a chance de receber toda esta inteligência, técnica, forma de agir, pensar e sentir, que com todo carinho o Dr. Andras Peto deixou de herança.

Friday, October 16, 2009

Maturidade ou Personalidade


Tenho gêmeos idênticos, porém com gostos e personalidades diferentes. Um gosta de maçã, o outro de coxinha.

Eles nasceram juntos, viveram sempre juntos e têm decisões diferentes. Maturidades diferentes.
Uns dizem que personalidade se constrói e não se muda. Mais ou menos como a altura, vai até uma certa idade e depois pára. Outros dizem ser como a cor dos olhos, nasceu assim e assim será.

Certamente o ambiente modifica, transforma, direciona.

Na matéria de capa da Revista Super Interessante de outubro, eles falam que escolhemos a escola de nossos filhos não pelo conteúdo ou método de ensino, mas pelos amigos que eles vão ter. Amigos são interferência em nossa personalidade, são nosso abraço, uma construção individual, que depende de cada um.

Meu filho tem buscado seus direitos de cidadão. Não sei qual sentimento me provoca quando ele decide ir pra sala, sozinho. E reforça dizendo, eu tô indo. Ele não anda, mas tem total controle de sua mente para comandar esta ação. Santo Nicolelis, me ajude a resolver esta equação!

A rebeldia neste caso vem junto com a decisão de ir a sala. O choro, a expressão de raiva, a mordida na própria mão. Claro que a condição dele define a personalidade dele. O outro gemelar sentado ao seu lado certamente tem a mesma vontade, mas não com tanta intensidade. Será maturidade? Ou personalidade?

Ou apenas como o sonho da noite passada, fica grudado comigo durante todo o dia, até que na semana seguinte nem me lembro mais. Com o tempo, ... passa.

Minha filha com 5 anos, me diz que tem sonhos ruins e não quer fechar os olhos. E ela mesma dá a solução:
- Já sei! Vou pintar tudo de rosa. Monstros não gostam de rosa né mãe?

7 Comments:

Anonymous Anonymous said...

Essa Larissa é demais!!!
soluçao maravilhosa,inteligente.
Amada.beijo da vovó

10:09 PM  
Anonymous Anonymous said...

This comment has been removed by a blog administrator.

10:09 PM  
Blogger LIZ said...

Letícia, adoro ler as suas linhas. É assim mesmo, cada um do seu jeitinho. Com suas frustações, conclusões e soluções. Mas a aceitação também é um dom raro. Sereno. Acredito em todas as espiritualidades. Bjos de coração.

6:27 PM  
Blogger ticiana said...

Fazia tempo que não passava aqui!

CAda um do seu jeitinho! CAda um mais amável que o outro! CAda um mais especial que o outro!!

5:41 PM  
Blogger Gabi said...

Queridos... que saudade! Estava sem passar aqui, vim conferir tudo! Adoro as tuas palavras Lê!!!
Beijoss
Gabi

2:16 PM  
Blogger LeticiaBúrigoTK-1288 said...

Liz,
Aceitação é um sentimento que devemos aprender. E a cada dia ela nos desafia com uma coisinha nova, assim seguimos na vida, felizes pelas mudanças.
Um beijão.
Leticia

10:18 AM  
Blogger LeticiaBúrigoTK-1288 said...

Tici,
vem sempre querida, não me deixe nas leituras também né...
Dias especiais somam muito em nossas vidas.
Um beijo
Leticia

10:19 AM  

Post a Comment

<< Home