Educação Condutiva - com amor

Quero escrever sobre Educação Condutiva porque me apaixonei por este método, cheio de amor, que tem atendido aos meus filhos com p.c. Quero descrever o que tenho estudado, aprendido, escutado e sentido ... Tenho a vontade de abraçar o mundo e fazer com que todas as crianças na mesma condição motora de meus filhos, tenham a chance de receber toda esta inteligência, técnica, forma de agir, pensar e sentir, que com todo carinho o Dr. Andras Peto deixou de herança.

Thursday, July 23, 2009

Vídeo da Biografia de Peto


Em nosso encontro de pais durante o Curso de férias, trocamos experiências, falamos de assuntos comuns e assistimos ao filme "A Biografia de Andras Peto". Um vídeo rico em descrições e relatos de pessoas que trabalharam com Dr. Peto, ou foram seus alunos da pedagogia condutiva. Gostaria de levantar alguns trechos interessantes:

Mari Hari descreve:
"Existe uma brecha entre imaginar o movimento e executá-lo. Foi nesta brecha que Professor Peto pensou, a melhor maneira de executá-lo, para cada indivíduo."

Um condutor, hoje psicólogo, descreve:
"Já fiz o que podia com esta criança e não consigo fazê-lo subir estes degraus. Professor Peto, me conduza. Então Peto foi até a criança e disse:
- Você é grande, você é um conquistador, imagino você com muita energia subindo estes degraus, me mostre.
E assim a criança fez, subiu e desceu os três degraus.
O condutor disse, mas isso só pode ser você, pois eu já tinha tentado de tudo!
E Peto se surpreende:
- Eu? Eu nada fiz, foi a criança que subiu os degraus."


E continua:
"Andras Peto era uma autoridade em anatomia e fisiologia. Mas quando perguntado por um amigo como ele fazia quando via uma criança em sua porta, que não podia caminhar ou falar. E Andras Peto respondeu:
- Eu medito. Medito em cada um para encontrar a harmonia entre a energia interior e exterior. Mas não posso dizer isso, senão irão me achar um idiota."


"Andras Peto faleceu em 1967 aos 74 anos. Ele estudou cabala, budismo, acupuntura, hinduismo."
E eu Leticia, comento, este homem que faleceu nos anos 60 conhecia mais de cultura oriental e pensamento humanizado que nós atualmente.

"Professor Peto queria que as crianças comessem com os pratos de cerâmica e copos de vidro. Nada de latão ou plástico. Ele dizia:
- O que pode acontecer ? Apenas um prato quebrado."


Esse senhor de aparência bruta, porém de coração mole era uma pessoa que via mais do que um corpo, ele integrava o indivíduo em todas as suas funções vitais, emocionais e sociais. Obrigada Dr. Andras Peto pela sua herança. A Educação Condutiva.

2 Comments:

Anonymous Anonymous said...

As vezes nossos olhos não enchergam a beleza de espirito que um homem simples pode ter.O mesmo que aquele antigo filme da Disney que tinha na fazenda um sábio preto velho.Encherguem quem tem olhos para ver e ouçam quem tem ouvidos para ouvir.Ou melhor lance seu coração em frente ao obstáculo e sairás um vencedor.Parabéns Lê CONTINUE.......

8:13 PM  
Blogger LeticiaBúrigoTK-1288 said...

Enxergar quem tem olhos para ver. Escutar quem tem ouvidos para ouvir.

Que linda citação!

Que tenhamos a benção de ter sempre os sentidos abertos para seguir os verdadeiros caminhos.

Um beijo com amor,
Leticia

10:22 AM  

Post a Comment

<< Home